Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar cai para R$ 3,96 com avanço da Previdência na comissão especial

Após atingir durante o dia o maior valor desde outubro, moeda recua 0,8%; Ibovespa sobe 1,6% depois da divulgação de nomes da tramitação do texto na Câmara

A escolha dos nomes que comandarão a tramitação da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados, colegiado que analisará o texto, fez o mercado reagir e virar nesta quinta-feira, 25. O dólar, que no início da sessão alcançou a maior cotação desde outubro de 2018, valendo 4,0029 reais, encerrou o dia com queda de 0,76%, sendo negociado a 3,96 reais em seu valor de venda. Já o Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, chegou a cair e tocar os 94.213 pontos, mas ganhou força e fechou o pregão com alta de 1,59%, aos 96.552,03 pontos.

A reviravolta aconteceu graças à divulgação dos nomes do presidente e do relator da comissão especial que vai analisar a proposta das novas leis da aposentadoria na Câmara dos Deputados. A moeda abriu o dia em alta num reflexo do cenário negativo da véspera, com o descontentamento dos investidores em relação à dificuldade do governo em aprovar a admissibilidade da reforma e com a tendência de valorização do dólar ante outras moedas no mundo.

 

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou nesta manhã que o deputado Marcelo Ramos (PR-AM) será o presidente da comissão especial e que o relator do texto será o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). “Os nomes foram bem aceitos pelo mercado. Os dois têm experiência para fazer a reforma da Previdência avançar”, afirma Rafael Passos, analista da Guide Investimentos.

Na visão do mercado financeiro, a notícia é positiva e estimula a valorização dos papéis do Ibovespa, segundo Hugo Simas Carone, analista da Ativa Investimentos. “Enquanto a reforma da Previdência não for aprovada, vai ser assim. O Ibovespa vai continuar variando e aguardando notícias sobre o assunto.”

De acordo com Carone, além dos nomes, outro fator que favoreceu o mercado financeiro foi a rapidez com que a criação da comissão especial aconteceu –dois dias após a aprovação da proposta, que trata das novas regras da aposentadoria, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. “Existe um certo alívio do mercado, por não termos tido demora”, afirma.

Member of The Internet Defense League