Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Demanda por voos cai 4% em janeiro no país

Mesmo com recuo em mês que tradicionalmente é forte, associação das empresas do setor mantém previsão de queda de 7% na oferta de voos

Em janeiro, a demanda por voos no Brasil recuou 4% em comparação com janeiro de 2015, acumulando seu sexto mês consecutivo de queda, informou nesta terça-feira a Abear, associação que representa as principais empresas do setor. A oferta caiu 2,38%.

As companhias aéreas no Brasil esperam recuperar nos próximos meses parte da queda de 19% dos preços de passagens ocorrido ao longo do último ano, afirmou o presidente da entidade, Eduardo Sanovicz. “Como a oferta e a demanda estão caindo, um cenário possível para os próximos meses é tentar recuperar em parte a queda de 2015”, afirmou.

A Gol, única empresa da Abear com ações em bolsa no Brasil, divulgou mais cedo que reduziu oferta em 1,7% no mercado doméstico em janeiro e que sua demanda caiu 3,6%.

Segundo o presidente da Abear, o desempenho do setor em janeiro foi um “sinal muito sério, uma vez que janeiro é tradicionalmente de recuperação e este ano foi pior que janeiro do ano passado”, afirmou.

Apesar disso, ele comentou que o setor já começou o ano com perspectiva bastante conservadora para 2016 e não fará mudanças em projeções anunciadas anteriormente. A expectativa da Abear para este ano é que a oferta das companhias aéreas caia 7% e a demanda recue próximo desse nível “ou ainda pior”, disse Sanovicz.

Diante do cenário de piora do mercado, o setor espera conseguir na quarta-feira um acordo salarial em audiência de conciliação na Justiça com sindicatos de trabalhadores após uma paralisação ocorrida em vários aeroportos do país em 3 de fevereiro. As companhias aéreas fizeram proposta de reajuste de 11% nos salários de aeroviários e aeronautas, abandonando proposta anterior de reajuste zero para as categorias. A proposta, contudo, foi rejeitada em assembleias por prever parcelamento do reajuste.

“Vamos tentar fazer um acordo (…) A expectativa amanhã é que o ministro Ives Gandra formule uma proposta”, disse Sanovicz referindo-se ao vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra Martins Filho, que medeia as discussões no setor.

Leia também:

Embraer fecha empresa para aeronaves não tripuladas

Oferta doméstica da Gol cai 1,7% em janeiro; demanda recua 3,6%

Demanda doméstica – A demanda doméstica por viagens aéreas recuou 4,01% em janeiro na comparação com o mesmo mês de 2015, de acordo com a Abear. Já são seis meses consecutivos de queda na demanda doméstica, com baixas que variaram de 0,6% (agosto) a 7,9% (novembro), sem em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Nem mesmo os meses de alta temporada, como dezembro (-4,92%) ou janeiro, registraram expansão.

A oferta, por sua vez, apresentou retração de 2,38% no mês passado em relação a janeiro de 2015. Com isso, a taxa de ocupação doméstica teve queda de 1,41 ponto porcentual no primeiro mês deste ano, para 83,18%.

No total, as empresas aéreas brasileiras embarcaram em janeiro 9,04 milhões de passageiros no mercado doméstico, o que corresponde a uma queda de 1,95% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Em termos de participação de mercado, medida pela demanda por RPK (passageiro-quilômetro transportado), a Gol ficou na liderança no mercado doméstico em janeiro, com 38,62%, superando a TAM, com 34,36%. Em seguida aparecem Azul (17,28%) e Avianca (9,74%).

(Da redação)

Member of The Internet Defense League