Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Concorrente do Uber, Cabify chega a São Paulo em junho

Início das operações na capital paulista, no dia 6 de junho, marca chegada da empresa ao país. Serviço começará oferecendo carros comuns

A Cabify, empresa espanhola concorrente do Uber, iniciará as operações na cidade de São Paulo no dia 6 de junho, segunda-feira, segundo informações de sua assessoria de imprensa. O início das operações na capital paulista marca a chegada da companhia ao Brasil. A proposta, a priori, é a mesma de sua principal rival: conectar passageiros e motoristas por meio de smartphones e site.

“Consideramos que o Brasil possui condições favoráveis para se tornar rapidamente um mercado estratégico, líder e de grande importância para as nossas operações”, afirmou Ricardo Weder, CEO da Cabify na América Latina. Ele cita o “grande espaço para melhoria da mobilidade urbana nas principais cidades do país” e um “elevado potencial econômico” para a companhia.

O serviço poderá ser solicitado por aplicativo disponível nas versões iOS e Android ou diretamente no site. De início, a única opção será o transporte com carros comuns. Futuramente, poderão ser ofertados transporte via carros executivos, minivans de luxo e transporte privado aéreo. Detalhes sobre as tarifas serão divulgados no dia do lançamento, 6 de junho.

“Prezamos pela transparência e trabalhamos com valores fixos para o cálculo dos custos das viagens, o que torna ainda mais favorável o uso da nossa plataforma”, afirma Daniel Velazco-Bedoya, chefe de operações no Brasil. “Para este processo de abertura, a empresa mantém um relacionamento próximo com as autoridades locais para dialogar e entender qual a melhor forma de operação no país”, completa o executivo.

Fundada em 2011, a Cabify já está presente na Espanha, México, Peru, Colômbia e Chile.

Leia mais:

Apple investe US$ 1 bilhão no Didi Chuxing, rival chinês do Uber

Uber reconhece sindicato de seus motoristas em Nova York

Uber – No último dia dez deste mês, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, assinou decreto que autoriza serviços de transportes individuais, como o Uber, na capital paulista. Segundo Haddad, a regulamentação beneficia cerca de 5.000 motoristas cadastrados nos aplicativos de transportes individuais.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League