Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chineses querem comprar fazenda australiana do tamanho dos Estados do Rio e Alagoas – somados

Aquisição, avaliada em 288 milhões de dólares, é controversa, já que a área fica próxima de um local usado para testes de armas na Austrália

A empresa chinesa Dakang Australia e a Australian Rural Capital se juntaram para comprar a empresa australiana de carne Kidman. A aquisição, avaliada em 288 milhões de dólares, incluirá 77.300 quilômetros quadrados de uma fazenda de criação de gado da Kidman, uma área maior que a os territórios – somados – dos Estados de Alagoas e Rio de Janeiro.

Caso a negociação se concretize, a Dakang será dona de 80% da Kidman e a Australian Rural Capital deterá os outros 20%. O acordo ainda precisa da aprovação de órgãos reguladores.

A Kidman é uma das maiores produtoras de carne bovina da Austrália e possui ativos agrícolas espalhados por mais de 100.000 quilômetros quadrados do interior do país. Reportagem do portal CNN mostra que seria necessária cerca de uma semana para inspecionar toda a propriedade por via aérea.

Em novembro do ano passado, o governo australiano bloqueou a venda da área para os chineses porque o rancho Creek Station Anna, na província da Austrália do Sul, ficava ao lado de um local usado para testes de armas do país.

A Austrália é o terceiro maior exportador mundial de carne bovina, atrás apenas de Índia e Brasil. Sua posição no mercado global é explicada por uma série de acordos de livre comércio com os países que consomem a carne e por sua reputação de vender carne de qualidade.

Leia também:

Argentina volta aos mercados em grande estilo, e demanda por títulos alcança US$ 70 bi

Salário mínimo de R$ 946 não representará aumento real, diz governo

(Da redação)

Member of The Internet Defense League