Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil é um dos países que mais ‘expulsam’ milionários, diz estudo

Em 2015, cerca de 2 mil pessoas com patrimônio de mais de US$ 1 milhão deixaram o país; maior número de saídas ocorreu na França

O Brasil foi um dos países que mais “expulsaram” milionários em 2015, segundo levantamento da New World Wealth, consultoria especializada em informações sobre consumidores de alta renda. Cerca de 2.000 milionários deixaram o país no ano passado, de acordo com o estudo.

Com essa “fuga”, o Brasil aparece em sexto lugar entre os países que mais afugentaram milionários em 2015, ao lado de Rússia e Espanha. A França aparece no topo, com 10.000 emigrações, seguida de China (9.000), Itália (6.000), Índia (4.000) e Grécia (3.000).

As crescentes tensões religiosas na França foram a principal razão para o forte movimento de saída de milionários do país, segundo a consultoria. Essa tendência deve se manter nos próximos anos, assim como em países como Bélgica, Alemanha, Suécia e Reino Unido.

O Brasil, assim como a Rússia, tem forte potencial para crescimento do número de pessoas de alta renda, segundo a New World Wealth. “Mas as saídas de milionários nesses países no ano passado preocupam”, diz a consultoria. No caso do Brasil, a fuga está ligada especialmente à piora da economia e ao aumento dos índices de criminalidade, segundo o estudo. “É difícil prever quando as coisas vão melhorar no país”, afirma a consultoria.

O levantamento considera milionários os indivíduos com patrimônio de pelo menos US$ 1 milhão – a soma exclui a residência. Em 2015, havia 198.000 milionários no Brasil, de acordo com a New World Wealth.

Austrália, Estados Unidos, Canadá, Israel, Emirados Árabes e Nova Zelândia, nessa ordem, foram os países que mais atraíram milionários em 2015. A Austrália recebeu cerca de 8.000 endinheirados emigrantes no ano passado.

Das oito cidades que mais atraíram os endinheiros, três ficam na Austrália (Sydney, Melbourne e Perth) e duas nos Estados Unidos (San Francisco e Seattle). As outras são Tel Aviv (Israel), Dubai (Emirados Árabes) e Vancouver (Canadá).

Dos 10.000 milionários que deixaram a França, 7.000 saíram de Paris, alvo de uma série de ataques terroristas em novembro que mataram 130 pessoas. Roma (Itália), Chicago (Estados Unidos) e Atenas (Grécia) completam a lista de cidades em que mais houve emigração de indivíduos com patrimônio de pelo menos US$ 1 milhão.

Leia mais:

Saiba quem são os maiores bilionários do mundo; Bill Gates segue na ponta

Com crise, Brasil perde 23 bilionários no ranking da ‘Forbes’

Conheça os maiores bilionários da ‘indústria do vício’

(Da redação)

Member of The Internet Defense League