Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bovespa tem primeira queda semanal em mais de um mês

Investidores mantiveram-se cautelosos às vésperas da reunião do PMDB que decidirá sobre o futuro do partido no governo, marcada para terça

O Ibovespa, principal índice da Bovespa, fechou praticamente estável nesta quinta-feira, véspera de feriado, esvaziando boa parte das perdas da manhã, conforme as ações da Vale se firmaram no azul e ajudaram a compensar a pressão negativa dos papéis de bancos. O Ibovespa caiu 0,07%, a 49.657 pontos. Na semana, o indicador acumulou perda de 2,28% depois de emendar uma sequência de cinco semanas de ganhos.

O quadro político doméstico seguiu no centro das atenções e adicionou volatilidade no pregão. De acordo com o analista Vitor Junji Suzaki, da corretora Lerosa, a Bovespa está encerrando a semana em “modo cautela” com as incertezas na esfera política. O volume financeiro do pregão somou 5,98 bilhões de reais, abaixo da média do mês, de 9,8 bilhões de reais.

A reunião do diretório nacional do PMDB na próxima terça-feira, que decidirá se a sigla deixa o governo federal, foi um dos fatores para a cautela. “Uma eventual divisão no partido adicionaria temores quanto à celeridade tão desejada pelo mercado local para o impeachment da presidente Dilma Rousseff”, afirmou Suzaki.

Um dos destaques do dia na bolsa foi a Vale. A ação preferencial classe A da mineradora subiu 8,29%, abandonando fraqueza inicial, em meio a fluxo de investidores estrangeiros e redução de posições vendidas. O desempenho contrabalançou as queda dos papéis de bancos. As ações do Banco do Brasil caíram 3,31%, e as de Itaú Unibanco e Bradesco, 1,05% e 1,8%, respectivamente.

Leia mais:

Dólar sobe 2,7% na semana após sequência de quedas

(Com Reuters)

Member of The Internet Defense League