Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bovespa fecha em queda de quase 2% com dúvidas sobre impeachment

Em meio a dúvidas crescentes sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o principal índice da Bovespa fechou em queda nesta quarta-feira. Os investidores também passaram o dia atentos à ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve, o banco central americano.

O Ibovespa caiu 1,95%, a 48.096 pontos. O volume financeiro do pregão somou 5,99 bilhões de reais, novamente abaixo da média diária registrada em março.

Segundo profissionais do mercado financeiro, eventos recentes na cena política reduziram as “certezas” de que a presidente sofrerá impeachment, o que abrandou o ímpeto comprador, principalmente após fortes ganhos em março. O economista Eduardo Buccini, da Rio Bravo Investimentos, observou que os preços no mercado vinham refletindo não apenas uma chance elevada de impeachment como também um caminho tranquilo até tal desfecho. “E não é o que está acontecendo”, diz.

“Muitos no mercado e nós também acreditamos que (o impeachment) ainda deve acontecer, mas será um processo difícil. O governo já deixou claro que vai lutar até o fim”, afirmou Buccini.

Nos EUA, a ata da última decisão de política monetária do Fed mostrou que autoridades do banco central do país debateram em março se seria necessário subir juros em abril, mas o consenso foi de que os riscos provocados pela desaceleração econômica global autorizavam uma postura cautelosa. Após a ata, operadores aumentaram levemente as apostas de que o Fed vai elevar os juros antes de dezembro.

Dólar – O dólar fechou em queda de 0,97% nesta quarta-feira, a 3,64 reais, em novo dia de atenções ao processo de impeachment de Dilma. Durante boa parte do dia, o dólar mostrou oscilações menores, tanto de alta quanto de baixa, pela decisão do Banco Central brasileiro de não promover leilão de swap cambial reverso – equivalente à compra futura de dólares – e após a ata do Fed.

Leia também:

Poupança tem saque recorde de R$ 24 bi no primeiro trimestre

(Com Reuters)

Member of The Internet Defense League