Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bovespa fecha em alta de 1,8%, mas corte da S&P limita ganhos

Alta do petróleo, que animou os mercados em todo o mundo, foi contrabalançada pelo rebaixamento da nota de crédito brasileira

O Ibovespa, principal índice da Bovespa, fechou em alta nesta quarta-feira, em seu quarto pregão consecutivo de ganhos. A alta ocorreu na esteira dos ganhos em Wall Street e da valorização do petróleo, mas acabou limitada após a agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixar a nota de crédito brasileira de “BB+” para “BB”. O rating brasileiro ficou sob perspectiva negativa, o que deixa espaço para novo corte nos próximos meses.

As notícias corporativas e a cena política também estiveram no radar nesta sessão, marcada ainda pelo vencimento de opções. De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 1,82%, a 41.693 pontos. Na máxima, pouco antes do anúncio da S&P, o índice de referência do mercado acionário brasileiro chegou a avançar 3,6%, passando de 42.000 pontos. O volume financeiro totalizava 6,7 bilhões de reais, ainda sem contabilizar operações ligadas aos vencimentos de opções do Ibovespa e do índice futuro.

O barril de petróleo Brent para entrega em abril fechou nesta quarta-feira em forte alta, de 7,2%, no mercado de futuros de Londres, cotado a 34,50 dólares. Essa alta animou os mercados no mundo todo.

Leia mais:

Dólar cai 1,88% e volta a ficar abaixo de R$ 4

Irã apoia medidas para estabilizar mercado do petróleo

(Com Reuters)

Member of The Internet Defense League