Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Banco Mundial prevê retração de 3,5% do PIB do Brasil este ano

Expectativa é um pouco menor do que a previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI), que projeta uma baixa de 3,8% para o país em 2016

O Banco Mundial prevê uma retração de 3,5% no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil para este ano, segundo relatório semestral sobre a América Latina e o Caribe, divulgado nesta terça-feira, em Washington, nos Estados Unidos. A expectativa é um pouco menor do que a previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI), que projeta uma baixa de 3,8%.

Segundo o economista-chefe da instituição para a região, Augusto de la Torre, as incertezas existentes no Brasil tornam “muito difícil” prever quando o país sairá da recessão em que mergulhou em 2014. “Se tivéssemos uma maneira simples de adivinhar em que momento haverá uma recuperação dos investimentos no Brasil seria mais fácil prever quando a recessão terminará”, afirmou durante entrevista coletiva.

Além disso, segundo ele, há o risco de a turbulência política adiar a adoção de medidas fiscais que corrijam os atuais desequilíbrios, o que forçaria o país a realizar ajustes muito mais dolorosos no futuro. “A taxa de juros do Brasil é muito alta comparada com qualquer outro país do mundo. E isso reflete em parte a percepção de que há riscos, que não se pode identificar perfeitamente, mas que afetam o processo econômico”, acrescentou De la Torre.

Segundo o economista, a forte desaceleração do Brasil é sentida em toda a região. O impacto mais direto é visto na queda no comércio com os vizinhos do Cone Sul – Argentina, Uruguai e Paraguai. “O Brasil é a maior economia da América Latina. Quando há expectativas pessimistas sobre o país, isso projeta uma nuvem sobre toda a região.”

Leia mais:

Incêndio em plataforma da Queiroz Galvão deixa 14 feridos

Agência de turismo vende ‘pacote do impeachment’

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League