Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Serial killer de Goiânia é condenado a 25 anos de prisão em oitavo júri popular

Tiago Henrique Gomes da Rocha está preso desde outubro de 2014. Ele responde a mais de 30 homicídios e suas penas somadas ultrapassam 150 anos de prisão

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 28 anos, conhecido como serial killer de Goiânia, foi condenado nesta quarta-feira a mais 25 anos de prisão. Neste julgamento, o réu respondeu pelo homicídio de Taynara Rodrigues da Cruz, de 13 anos, que aconteceu em junho de 2014. O promotor de Justiça Rodrigo Félix Bueno pediu que o vigilante fosse condenado por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O júri popular concordou com a acusação.

Segundo a acusação do Ministério Público, Taynara conversava com uma amiga quando um Tiago se aproximou em uma moto, cutucou a jovem com a arma, pediu o celular e, logo em seguida, atirou. A amiga de Taynara correu e escapou ilesa.

A sessão desta quarta aconteceu no 1º Tribunal do Júri de Goiânia e foi presidida pelo juiz Eduardo Pio Mascarenhas da Silva. Rocha, que está preso desde outubro de 2014, já foi condenado por sete homicídios e é acusado de cometer mais de 30 assassinatos, ele também cumpre pena por roubo e porte ilegal de arma.

LEIA TAMBÉM:

Serial killer de Goiânia é condenado a mais 20 anos de prisão

Serial killer de Goiânia é condenado a 25 anos de prisão em sexto júri popular

Desta vez, o vigilante não compareceu ao julgamento a pedido da defesa. O júri popular foi composto por quatro homens e três mulheres. Três testemunhas foram ouvidas, incluindo o irmão da vítima. A mãe de Taynara, Dalvanir Rodrigues Barbosa, de 59 anos, também estava presente no julgamento.

O advogado de defesa Hérick Pereira de Sousa pediu a desconsideração das qualificadoras apresentadas pelo MP alegando divergências na acusação e apresentou vídeos mostrando disfunções no cérebro de psicopatas. Para a defesa, não foram realizados os examos necessários que provem que Tiago é psicopata e, consequentemente, inimputável. O advogado informou que vai recorrer da sentença.

(Da redação)

Member of The Internet Defense League