Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Operação com 700 policiais em favelas do Rio de Janeiro tem 15 presos

Ação de combate ao tráfico de drogas no conjunto de favelas da Penha e do Alemão é um desdobramento de outra realizada em 24 de setembro do ano passado

As polícias Civil e Militar utilizaram 700 policiais durante uma operação no conjunto de favelas da Penha e do Alemão, zona norte do Rio, na manhã desta terça-feira. De acordo com informações do delegado Reginaldo Guilherme, que coordenou a ação, 15 bandidos foram presos, um suspeito foi morto e outro baleado.

A ação foi planejada pela da 22ª Delegacia de Polícia (Penha), com o apoio dos departamentos gerais da Polícia da Capital e de Polícia Especializada, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), e da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). O objetivo da Operação Esparta II foi combater o tráfico de drogas nas comunidades Parque Proletário, Vila Cruzeiro, Fazendinha e Nova Brasília.

LEIA TAMBÉM:

Tráfico expulsa UPP de dois morros na Zona Norte do Rio

Beltrame anuncia que não fará UPP na Maré

“Prendemos criminosos responsáveis por efetuar diariamente disparos contra policiais que trabalhavam na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) dos locais. Esses homens não têm amor à vida, são violentos. Os policiais sofrem com esses ataques e, por isso, fomos coibir a ação desses criminosos”, disse Guilherme.

De acordo com o delegado, a operação foi um desdobramento de outra realizada em 24 de setembro do ano passado, quando policiais prenderam 27 pessoas acusadas de envolvimento com o tráfico de drogas na região.

“Com o prosseguimento das investigações e a realização de um trabalho de inteligência desenvolvido pela 22ª DP, foi possível identificar outros traficantes atuantes nas comunidades e representar pelas suas prisões, que foram decretada pela Justiça”, informou, em nota, a Polícia Civil.

(Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League