Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marcha contra estupro termina em tumulto na frente do STF

Em protesto pelo fim da violência contra a mulher, um grupo de manifestantes realizou neste domingo, 29, em Brasília, a Marcha das Flores. O ato foi marcado por uma caminhada de quase dois quilômetros entre o Museu da República e a Praça dos Três Poderes, onde os participantes depositaram flores diante da estátua da Justiça, na frente do Supremo Tribunal Federal (STF). Durante o protesto, os manifestantes exibiram faixas com dizeres como “A culpa nunca é da vítima”; “30 contra todas”, “Estupro fere o corpo e mata a alma”. Também foram exibidos cartazes de protesto contra o presidente interino Michel Temer e o ministro do STF Gilmar Mendes. O movimento, que era para ser pacífico, acabou gerando um pequeno tumulto, quando alguns participantes pularam a cerca em volta do STF. Segundo relato da Polícia Militar, alguns manifestantes jogaram pedras e garrafas contra os policiais e tentaram derrubar a barreira que isolava o prédio do Supremo. A PM usou gás de pimenta para contê-los. Em seguida, com ajuda de alguns manifestantes, os ânimos se acalmaram. De acordo com a PM, não houve necessidade de detenção. Segundo cálculos da Polícia Militar, cerca de 1,5 mil pessoas participaram do ato em solidariedade à garota de 16 anos que foi vítima de estupro coletivo no Rio. (Com Estadão Conteúdo)

Member of The Internet Defense League