Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Discurso de Temer foi escrito a oito mãos

O primeiro discurso presidente da República em exercício, Michel Temer (PMDB), lido por teleprompter na cerimônia em que assumiu o cargo e deu posse a ministros nesta quinta-feira, foi escrito a oito mãos. Além de Temer, participaram da redação do texto o consultor político e jornalista Gaudêncio Torquato, amigo de Temer, o novo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), que forneceu dados econômicos e deu sugestões sobre o recado ao mercado, e o publicitário Elsinho Mouco, que sugeriu a citação à presidente afastada Dilma Rousseff. Esse, aliás, foi um ponto de discórdia. Alguns aliados achavam que Temer deveria ignorar a petista, que o chamou de “traidor e conspirador”, mas ele entendeu que era preciso mostrar respeito. O peemedebista também ouviu pitacos de Márcio Freitas, seu assessor de imprensa e próximo chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência. O discurso foi ensaiado para durar 15 minutos, mas Temer tossiu, perdeu a voz e teve que parar. No fim, demorou quase 30 minutos. (Felipe Frazão, de Brasília)

Member of The Internet Defense League