Clique e assine com 88% de desconto

Teste de Publicidade

Resumo do teste

Por Sid Oliveira - 23 dez 2019, 16h39

2020 marca o aniversário de 250 anos de nascimento do alemão Ludwig von Beethoven (1770-1827). Embora a data seja comemorada no final do ano – ele nasceu no dia 17 de dezembro –, boa parte das orquestras no Brasil e no mundo dedicaram sua programação anual às obras do compositor. Sinfonias, concertos, ópera e até palestras estão entre os destaques da temporada. Aqui, bons exemplos do que aguarda o público erudito brasileiro em 2020.

DISCOS

A gravadora Warner irá se empenhar no aniversário do compositor. Entre os lançamentos previstos estão a integral dos Quartetos de Cordas, a cargo do Quatuor Ébène (uma dessas performances, aliás, foi gravada na Sala São Paulo), a integral das Sonatas para Piano, com o turco Fazil Say, e um disco de música de câmara com Renaud e Gautier Capuçon (violino e violoncelo, respectivamente) e o pianista Frank Braley. O projeto mais ambicioso, contudo, é The Complete Works, uma caixa de 80 CDs com gravações da obra integral de Beethoven, com os melhores registros do cast da companhia – entre eles os regentes Nikolaus Harnoncourt e Daniel Barenboim, e os violinistas Pinchas Zukerman e Itzhak Perlman.

Caixa Beethoven

CONCERTOS

Continua após a publicidade

OSESP

A orquestra paulistana iniciou as comemorações na segunda quinzena de dezembro, com uma execução pouco ortodoxa da Nona Sinfonia, que marcou também o adeus da desinteressada regente Marin Alsop. Em 2020, o novo regente, o suíço Thierry Fischer, abre os trabalhos com a Missa Solene e vai comandar oito sinfonias do gênio de Bonn. Os Concertos para Piano também estarão na programação, tendo solistas de peso como o inglês Paul Lewis (que solará ainda as Variações Diabelli) e o russo Alexander Melnikov. Haverá também récitas com a Missa em Dó Maior – com a regência do estupendo sir Richard Armstrong –, o oratório Cristo no Monte das Oliveiras, e as 32 Sonatas para Piano, entre outros destaques.

NOVA CASA – O suíço Fischer: ele irá comandar o momento Beethoven da Osesp

ORQUESTRA SINFÔNICA MUNICIPAL

Comandado pelo paulistano Roberto Minczuk, o grupo melhora a olhos e ouvidos vistos – como se pode notar na Missa Solene, de Beethoven, que encerrou a temporada 2019. Para o próximo ano, estão programadas as nove sinfonias e os cinco Concerto para Piano e a exibição de Fidelio, única ópera escrita pelo compositor alemão.

Continua após a publicidade
O maestro Roberto Miczuk à frente da OSB: processo de avaliação opôs regente e músicos
O maestro Roberto Minczuk: com ele, o Theatro Municipal melhora a olhos e ouvidos vistos

CULTURA ARTÍSTICA

Praticamente toda a programação será pontuada por homenagens a Beethoven. O Trio Wanderer inicia os trabalhos nos dias 24 e 25 de março, com os trios do compositor. Outro ponto alto está no encerramento da temporada: a Academy of Saint Martin In the Fields, tradicional grupo sinfônico inglês, que será regida pelo violinista americano Joshua Bell. A Terceira e a Sétima sinfonias estão na programação. Outro destaque será um ciclo de palestras dedicado à obra do alemão. Elas acontecem em março, serão gratuitas e a estimativa de público é de 1000 pessoas.

Continua após a publicidade

MOZARTEUM BRASILEIRO

Em agosto, o Tel Aviv Soloists irá executar a Sétima Sinfonia e o quarto e quinto Concertos para Piano, com solos do austríaco Stefan Stroissnig.

FILARMÔNICA DE MINAS GERAIS

Continua após a publicidade

O grupo sinfônico liderado por Fabio Mechetti irá apresentar as nove sinfonias, os Concertos para Piano, aberturas e uma performance cênica da ópera Fidelio.

ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA

O grupo sinfônico carioca fará seis concertos com as obras do compositor alemão. A regência será de Roberto Tibiriçá.

Continua após a publicidade

ORQUESTRA PETROBRÁS SINFÔNICA

Isaac Karabtchevsky comanda os músicos cariocas nas nove sinfonias de Beethoven, além de músicas de câmara e do Concerto para Violino. A temporada será realizada no Theatro Municipal, do Rio de Janeiro, e na sala Cecília Meirelles.

Isaac Karabtchevsky, diretor da Petrobrás Sinfônica

DELL’ARTE

Atrações como Orchestre de Chambre Nouvelle Europe e o pianista Andreas Steier, entre outros, irão programar obras de Beethoven em seus recitais.

Publicidade