Clique e assine com 88% de desconto
Radar

Deputado da placa de Marielle: ‘houve foi um Regime Democrático Militar’

Para Daniel Silveira (PSL-RJ), não houve ditadura no país; esse é um "termo complexo"

Por - Atualizado em 4 nov 2019, 12h54 - Publicado em 26 abr 2019, 13h33

Da tropa de choque do governo Bolsonaro, o deputado e policial militar Daniel Silveira (PSL-RJ) tem uma avaliação própria e peculiar do período que o país viveu sob o comando dos militares.

“O termo ditadura militar é um termo complexo. Não tivemos isso. É um fato que inexistiu. O que houve foi um Regime Democrático Militar. Qual o problema se tivéssemos comemorado o 64?!” – disse Silveira na Câmara, em audiência com a presença do general Santos Cruz.

O parlamentar protagonizou durante a campanha, em 2018, episódio que, junto com outro colega e na presença do hoje governo Witzel, quebraram uma placa com o nome de Marielle Franco.

Publicidade