Clique e assine com 88% de desconto

Sem pressa, Temer tende a deixar escolha do substituto de Geddel para 2017

Michel Temer está convicto de que anunciar o substituto de Geddel Vieira Lima no curto prazo pode arrebentar o clima no Congresso e comprometer as votações dos projetos considerados prioritários no Palácio do Planalto. O presidente pondera que não faz sentido algum mexer na cadeira do responsável pela articulação com o Parlamento se isso for […]

Por da Redação - 30 nov 2016, 09h34

michel-temer-geddel-vieira-e1473103370822

Michel Temer está convicto de que anunciar o substituto de Geddel Vieira Lima no curto prazo pode arrebentar o clima no Congresso e comprometer as votações dos projetos considerados prioritários no Palácio do Planalto.

O presidente pondera que não faz sentido algum mexer na cadeira do responsável pela articulação com o Parlamento se isso for jogar por terra o que ele precisa do Parlamento: apoio.

Como o ano já fez a última curva e se encaminha para a reta final, a tendência é que Temer só escolha o novo dono do posto em 2017.

Publicidade

Isso só mudará se conseguir algo praticamente impensável: um nome que não convulsione o Centrão da Câmara e a turma de PMDB e do PSDB, tanto da Câmara quanto do Senado.

Publicidade