Clique e assine com 88% de desconto

A literatura latina pelos olhos de Ricardo Piglia: argentino elogia Bolaño e critica Vargas Llosa

A literatura latino-americana vive uma boa fase. Nomes como o do chileno Roberto Bolaño, um querido dos críticos, e do peruano Mario Vargas Llosa, vencedor do prêmio Nobel de 2010, estão recolocando o continente no mapa cultural. Em passagem pelo Brasil, o romancista Ricardo Piglia, considerado um dos grandes nomes dos livros argentinos, faz uma […]

Por da Redação - Atualizado em 12 dez 2016, 10h25 - Publicado em 5 dez 2010, 08h08

A literatura latino-americana vive uma boa fase. Nomes como o do chileno Roberto Bolaño, um querido dos críticos, e do peruano Mario Vargas Llosa, vencedor do prêmio Nobel de 2010, estão recolocando o continente no mapa cultural. Em passagem pelo Brasil, o romancista Ricardo Piglia, considerado um dos grandes nomes dos livros argentinos, faz uma análise do momento vivido pela literatura da região. Com direito a declarações polêmicas. O Nobel Vargas Llosa, por exemplo, não é poupado de críticas. “Ele foi um bom romancista até A Casa Verde“, diz Piglia, se referindo a um livro lançado em 1966. Confira abaixo o melhor da conversa com o argentino.

http://videos.abril.com.br/veja/id/1b922ac042dbf56793ba5ceb370d7802?

Maria Carolina Maia

Publicidade