Clique e assine com 88% de desconto

Satisfação garantida

Popularidade de Moro impulsiona medidas anticorrupção no Congresso

Por - 12 dez 2019, 12h20

As carruagens do pacote anticrime e da autorização para prisão após condenações em segundo grau de Justiça ganharam velocidade no Congresso depois da divulgação da pesquisa Datafolha, mostrando a firmeza da liderança de Sérgio Moro no ranking da avaliação de ministros do governo Bolsonaro.

Os dois temas avançaram no Senado, o que pode ser visto como uma resposta imediata do Legislativo à preferência popular. Isso é uma coisa. Outra diferente é a tramitação das propostas daqui em diante, ou melhor, a partir de fevereiro de 2020, na Câmara. Sobre o pacote, o ministro Moro terá de se conformar em ver sua obra modificada pelos parlamentares no exercício de suas prerrogativas.

No caso da prisão em segunda instância, Moro precisará se acostumar com a forte possibilidade de a proposta do Senado vir a morrer na praia, dando lugar à emenda constitucional da Câmara que na prática transforma a segunda em última instância. Os presidentes da Câmara e do Senado trabalham em favor da PEC. Como são eles os donos das pautas no Congresso, são eles que definem o rumo das prioridades na Casa.

Publicidade